Voltar

Notícias e Eventos

Últimas entradas sobre a nossa atividade

31 agosto 2020

Psicoterapia: o que é e para que serve?

Numa era em que tudo se quer rápido, em que cada minuto conta, e em que a procura de soluções milagrosas e instantâneas para os problemas é uma constante, fazer psicoterapia apresenta-se como um grande desafio, quanto mais não seja, pela duração mais longa do processo.

A psicoterapia é um método de tratamento para trabalhar problemas do foro psicológico, e utiliza um conjunto de técnicas e de procedimentos empiricamente validados, sendo claramente distinta da conversa que se tem com um amigo. Há várias abordagens em psicoterapia (terapia cognitivo-comportamental, terapia psicanalítica, entre outras) e pode ser individual, de casal ou em grupo. Com a psicoterapia procura-se ajudar na resolução de problemas de origem cognitiva, emocional ou comportamental, contribuindo para a recuperação do bem-estar e equilíbrio psicológico.

A psicoterapia é uma especialização adquirida por alguns profissionais de saúde, nomeadamente por psicólogos e médicos psiquiatras, que frequentaram formações específicas nas sociedades de psicoterapia. Nem todos os psicólogos e psiquiatras são psicoterapeutas. Os motivos que levam as pessoas a recorrerem à psicoterapia podem ser diversos, desde o aconselhamento para tomadas de decisão, para o tratamento de psicopatologia (depressão, ansiedade, ataques de pânico, disfunções sexuais ou problemas alimentares) ou para desenvolvimento pessoal, em que procuram trabalhar algumas características em si que gostariam de modificar.

O psicólogo e o cliente vão em conjunto definir (e redefinir) e compreender a origem dos problemas a trabalhar ao longo das sessões, que podem ser semanais ou quinzenais. O indivíduo é, então, um elemento ativo no seu processo de mudança, sendo a relação terapêutica estabelecida de extrema importância para o sucesso da psicoterapia. Esta relação é pautada pela aceitação e não julgamento do cliente, que vê nas sessões um ambiente seguro para poder partilhar e analisar os seus problemas, as suas emoções e pensamentos.

A psicoterapia pode então ajudar a estabelecer objetivos que possibilitem alcançar uma estabilidade emocional, a ultrapassar medos e inseguranças, dar um novo significado a experiências traumatizantes, aprender a distinguir a sua personalidade de características próprias de uma doença, adquirir hábitos e rotinas saudáveis, trabalhar pensamentos e emoções prejudiciais para si e para a sua relação harmoniosa com os outros.

Muitas pessoas vêm à consulta com muitas dúvidas da utilidade ou da eficácia do tratamento psicoterapêutico. A investigação confirma que a psicoterapia é eficaz e tem resultados duradouros (Lambert & Bergin, 1994; Lambert & Ogles, 2004). Indivíduos submetidos a sessões de psicoterapia relatam ter melhorado as suas relações interpessoais, possuem maior insight e autoconhecimento, maior autoconfiança, veem as suas crenças enviesadas modificadas, criam novos significados, modificam padrões habituais e passam a fazer novas escolhas (Binder, Holgersen e Nielsen (2009)).

Redigido por Dr.ª Ana Luísa Novo (OPP8891), Psicóloga Clínica e da Saúde com formação em Psicoterapia, no Trofa Saúde Hospital da Trofa, Braga Sul, Braga Norte e Famalicão

Voltar

21 outubro 2020

Fatores de risco da insuficiência venosa

16 outubro 2020

Testes COVID-19 em formato Drive-thru

12 outubro 2020

Osteoporose: um inimigo a evitar